Brasil: Você é daqueles que faz “maratona de seriados”? Escritora de terror dá dicas!

 Por Priscilla Silvestre
Autora especializada em terror e suspense fala sobre a série que considera mais impactante

Nessa época de frio muitas pessoas trocam as saídas dos finais de semana por um cobertor, chocolate quente e um episódio atrás do outro na televisão. Aliás, tem coisa mais romântica ou relaxante para fugir dos cachecois, gorros e casacos pesados?

A escritora Soraya Abuchaim, autora de “Vila dos Pecados”, “Até eu te Possuir”, entre outros, além de considerada a “Dark Queen do Brasil”, é especialista em terror e suspense. Por isso, perguntamos a ela algumas sugestões de seriados fazem valer a pena para aquela maratona durante todo o dia e, quem sabe, até noite adentro.

“Em meio a tantas opções de seriados excelentes e com o aumento de espectadores da Netflix, fica impossível escolher aquele queridinho, o que chama a sua atenção e ganha o seu coração. Por outro lado, acho que quase todo fã de seriados acaba pendendo para um ou outro, pelo menos dentro do mesmo gênero”, esclarece.

Os melhores seriados de terror e suspense!

Alguns optam pelo “13 Reasons Why”, que virou febre principalmente no mundo teen, ou o brasileiro 3%, que veio cheio de garra para brigar com as sérias americanas. Mas Soraya ressalta que mesmo vivendo imersa nas tramas de surpresas arrebatadoras, não há como fugir da impressão assustadora quando o seriado é bom.
“Comigo não foi diferente, embora tenha sido um caso de amor à primeira vista. ‘American Horror Story’ me conquistou desde o primeiro capítulo e, até hoje, é meu seriado preferido no gênero terror. Indico para todos que queiram ficar presos na telinha”, ressalta.

Ela conta que por ter temporadas independentes, mesmo que haja a participação de atores-chaves, a história transita por lendas urbanas clássicas e mexe com o psicológico do espectador, sem poupar cenas fortes e muito sangue. “Ryan Murphy, o chefão do seriado, ganhou meu respeito pela qualidade e originalidade de cada trama. Todas as temporadas foram muito bem produzidas, desde atores, figurinos, roteiros, enfim, eu sempre fico boquiaberta”.

Bates Motel ou American Horror Story?

Um filho transtornado, um hotel “do horror” e uma mãe que viaja entre o amor pelo filho e os seus próprios devaneios também parece ser uma ligação instigante, Entretanto, Soraya ainda recomenda que as pessoas façam uma maratona do seu preferido. “O AHS passa por casas amaldiçoadas, sanatórios – meus favoritos, bruxas, circo, entre outros, sempre trazendo o lado mais sombrio das pessoas. E tem outro detalhe: não se assuste se começar a adorar os vilões de Ryan Murphy”.

Ela confessa que sua preferência se dá pelo efeito que o seriado causa. “Eu raramente me assusto ou fico perturbada com filmes e séries de terror, talvez por escrever sobre o assunto, mas esse consegue me deixar, no mínimo, apreensiva. Além disso, os teasers, cartazes e toda a comunicação social dele é de cair o queixo”.
Salientando que o “American Horror Story” é uma das maiores expressões do terror atualmente, ela admite que também se inspira nos personagens da história para as suas próprias histórias.

“Sem falarmos do time de atores maravilhosos: Evan Peters, Jessica Lange, que infelizmente não faz mais parte, Sarah Paulson, Taissa Farmiga, Lady Gaga e os demais,  não há como não se viciar!”, finaliza.
Serviço:
FOTOS: DIVULGAÇÃO

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *