Senado: Izalci defende o voto aberto

“Portanto, o voto aberto é verdadeiro e corajoso, já o voto secreto pode servir para que parlamentares adotem posturas sem serem cobrados e ajam de modo contrário à vontade popular”

Senador assinou requerimento de urgência sobre voto aberto

Na última terça-feira (05/02),  o senador Izalci Lucas (PSDB/DF), que sempre saiu em defesa da transparência, assinou um requerimento de urgência. Trata-se da votação do projeto do senador Lasier Martins (PSD/RS). Ele propõe alterar o regimento do Senado e acabar definitivamente com o voto secreto.

Ao ser questionado sobre o assunto, Izalci justificou o motivo pelo qual assinou o requerimento de urgência. Ele afirmou que os brasileiros querem de seus representantes a verdade, ou, em outras palavras, transparência.

“Portanto, o voto aberto é verdadeiro e corajoso, já o voto secreto pode servir para que parlamentares adotem posturas sem serem cobrados e ajam de modo contrário à vontade popular”, afirmou.

Em suma, como o requerimento de urgência alcançou as assinaturas necessárias para tramitar, a proposta será apreciada diretamente pelo plenário. Para Lasier,  o voto secreto “trata-se, indiscutivelmente, de agressão contra o cidadão, que o impede de exercer o seu inalienável direito de fiscalização da atuação de seu representante”.

Projeto de Resolução do Senado n° 53, de 2018

PRS 53/2018 altera o Regimento Interno do Senado para definir que essas eleições terão de ser feitas por meio de “escrutínio ostensivo nominal”, ou seja, os senadores votarão em suas bancadas e o voto aparecerá no painel eletrônico de votação. Atualmente, o voto nesses casos é secreto e o painel eletrônico mostra apenas o resultado final.

Texto: Larissa de Mello – Foto: Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *