Distrito Federal: Contra a obesidade, alunos do IESB ensinam sobre alimentação saudável

Projeto realizado em Ceilândia atende alunos de escolas públicas

Dados divulgados recentemente pela Organização Mundial da Saúde (OMS) apontam que, em 100 países, 41 milhões de crianças com até cinco anos de idade já sofrem de obesidade ou estão com sobrepeso. O alerta vem ganhando destaque no cenário mundial, não só em função do aumento, mas, principalmente, por estar associada a uma série de danos à saúde.

No Brasil, a realidade também chama atenção. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 15% das crianças brasileiras com idade entre cinco e nove anos têm obesidade atualmente. Entre as causas, um conjunto de fatores biológicos favorece este cenário, somado à falta de atividade física e uma alimentação inadequada, baseada, sobretudo, em alimentos industrializados e fast-food.

Foi pensando nessa problemática, que os estudantes do curso de Nutrição do Centro Universitário IESB criaram o projetoEducação Nutricional na Escola, visando levar para alunos da rede pública de ensino dicas sobre alimentação saudável e a importância de cada nutriente. Há um ano em ação, o projeto já atendeu 470 alunos em 2015 e agora são mais 500 crianças beneficiadas, da Escola Classe 15 de Ceilândia, com idade entre seis e dez anos. “A iniciativa já mostrou ter um excelente resultado e envolve a participação de professores, funcionários e pais desses alunos, que aprendem sobre higiene básica, pirâmide alimentar e a importância da inclusão de carboidratos, proteínas, lipídeos e vitaminas no cardápio. Além disso, também identificamos os alunos que estão em risco nutricional – tanto em obesidade, como desnutrição – e fazemos um rastreamento a cada três meses, com peso e altura, para acompanharmos o crescimento e o desenvolvimento deles”, explica Fernanda Lopes, professora do curso de Nutrição no IESB e coordenadora do projeto.

Além das atividades nas escolas, as crianças também visitam a cozinha do IESB para aprender novas receitas e despertar ainda mais interesse sobre o assunto. “Nós as trazemos para nosso ambiente e elas colocam a mão na massa. E quando percebem que conseguem fazer uma receita, elas se animam com os resultados e ficam mais estimuladas a seguir uma boa alimentação”, explica Fernanda, que já tem a próxima visita marcada. “Nos dias 19 e 20 de maio, os alunos vão visitar a cozinha do IESB para aprender a fazer panquecas saudáveis, com massa colorida a base de beterraba, cenoura e espinafre, e recheio de frango com molho de tomate caseiro”, conclui a professora.

Paulo Almeida

Tríplice Comunicação

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *