Caiado debate sistema eleitoral em evento do TSE

O líder do Democratas no Senado Federal Ronaldo Caiado (GO) participou de um workshop promovido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para avaliar as regras aplicadas nas eleições de 2016. O evento aconteceu nesta quinta-feira (24/11), após encontro com o presidente do TSE, Gilmar Mendes.
Caiado se reuniu com senadores, ex-ministros, juristas e assessores para avaliar o impacto de novas regras no pleito deste ano, bem como possíveis melhorias para as próximas eleições. Como relator na Câmara de uma proposta de reforma política em 2007, o democrata deu suas impressões sobre o tema:
“O que temos hoje é uma desestabilização das campanhas com a estrutura da máquina de governo interferindo. Quando debatemos a reforma política ampla na Câmara chegamos a um entendimento de que o melhor seria fazer a transição para o esquema distrital, que seria a melhor forma de neutralizar a influência da máquina e do poder financeiro”, comentou Caiado.
Ele citou exemplos como Alemanha e Inglaterra, onde a instituição do voto distrital faz com que estes problemas que acometem o processo eleitoral brasileiro simplesmente não existam. “Eles sequer conseguem entender isso porque lá não existe essa maneira de fazer política. Já é algo enraizado na cultura deles e é isso que devemos almejar”, defendeu.
Para o senador, o Brasil é hoje “uma situação anômala no mundo”, com um sistema proporcional de lista aberta que não ajuda a manter o equilíbrio nas eleições. Ele lamentou que a primeira proposta em 2007 não tenha ido para frente e elogiou a nova estratégia que fatiou a reforma política entre Câmara e Senado enfocando nos pontos em que já é possível construir um consenso.
“Naquele momento vimos que tudo isso não era fácil porque era difícil atingir um consenso entre os partidos para aprovar uma PEC. Agora foi resolvido buscar um entendimento primeiro entre as Casa e pinçar os pontos que poderíamos avançar em primeiro lugar. Isso tem funcionado”, considerou.
Matéria: Assessoria Liderança Democratas Senado
Foto: Sidney Lins Jr

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *