Goiás: Confira a qualidade do ar em Goiânia

Índices aumentaram, mas qualidade não apresenta riscos à saúde

A amostragem realizada na Praça Cívica nos 30 de novembro e 1o de dezembro computou 43 microgramas de partículas sólidas por metro cúbico de ar. O índice ficou acima do registrado na semana anterior, nos dias 24 e 25 de novembro, quando havia 29 microgramas por metro cúbico, índice considerado bom.

Na Praça do Trabalhador, o índice ficou em 60 microgramas por metro cúbico entre os dias 31 e 1o de dezembro. O valor é superior aos 35 microgramas por metro cúbico registrados na semana anterior. Já no Distrito Agroindustrial de Anápolis (DAIA), a equipe técnica da Secima computou 98 microgramas de partículas sólidas por metro cúbico de ar.

A Secima realiza semanalmente o monitoramento qua qualidade do ar nesses dois pontos. O ar é considerado regular quando concentra valores de 41 a 120 microgramas de partículas sólidas suspensas metro cúbico de ar. Acima desse valor, de 121 a 375 microgramas, o ar é considerado inadequado, podendo causar problemas à saúde.

Ponto: Praça do Trabalhador (Cruzamento Av. Independência x Av. Goiás)

Data da amostragem: 30/11/16 a 01/12/16

Classificação do indicador de PTS: Regular

Concentração obtida: 60 microgramas por metro cúbico.

Ponto: Praça Cívica (Palácio Pedro Ludovico Teixeira)

Data da amostragem: 30/11/16 a 01/12/16

Classificação do indicador: Regular

Concentração obtida: 43 microgramas por metro cúbico

Ponto: DAIA (Canteiro central da GO-330)

Data da amostragem: 30/11/16 a 01/12/16

Classificação do indicador: Regular

Concentração obtida: 98 microgramas por metro cúbico

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *