Goiás: AÇÕES DA SECIMA MOVIMENTAM FICA 2017

A  programação da Secretaria do Meio Ambiente e  dos Recursos Hídricos, Cidades, Infraestrutura e Assuntos Metropolitanos (Secima) no FICA começou na  manhã desta quarta-feira (21/06),  no  Quartel  do XX da cidade de Goiás, com o lançamento do  Circuito Nacional Tela Verde, uma parceria entre a Secima e o Ministério do Meio Ambiente. 

Durante  todo o dia, mais de 300 alunos das escolas  CPMG João Augusto Perillo, Lyceu de Goyaz e Colégio Estadual Alcide Jubé, assistiram curtas-metragens que dão enfoque a importância em preservar  o meio ambiente.

As estudantes do segundo ano do CPMG João Augusto Perillo, Myrella Oliveira e Andressa Caetano,  viram O FILME “O que a gente quiser”, um curta  que mostra a importância da  reciclagem do lixo.  Para  as  estudantes, a  manhã decinema e debate no Espaço Secima possibilitou aprender sobre a  importância em armazenar corretamente  o lixo produzido no  dia-a-dia, garantindo assim melhor qualidade  de  vida  e um meio ambiente mais saudável e preservado.

As ações da  Secima contam ainda com a Exposição Olhares do Fica, onde o visitante do festival pode participar publicando fotos da cidade de Goiás e  dos  eventos relacionados ao Fica nas redes sociais (facebook e instagram) e inserir a hashtag #olharesdofica2017. Uma equipe da Secima vai  imprimir as melhores fotos e expor as colaborações em espaços de grande circulação de pessoas na  cidade. No domingo, os autores das melhores fotos poderão retirá-las em  formato imprenso, gratuitamente.

Outro projeto da Secima é  a oficina de documentário ambiental que  acontecerá  na sexta-feira (23/06), com a  cineasta Débora Torres. A oficina é voltada exclusivamente para os alunos de  escolas  da  cidade de Goiás e vai abordar desde os primeiros passos para a produção cinematográfica, passando pela estrutura do documentário, definição de tema e abordagem, formatos e custos, até a montagem e finalização.

grande  novidade  desta edição  é  o  sacolão sustentável. A Secima convida a todos para levarem materiais em alumínio, óleo de cozinha usado, latinhas, papelão, ferro, garrafas plásticas, caixas de leite e de sucos, roupas e acessórios usados para que sejam trocados por frutas, verduras, legumes e mudas de árvores do Cerrado. O sacolão busca a prática da coleta seletiva associada à melhoria alimentar. A tenda está montada em frente ao Quartel do XX.

Também como a parte da programação, a  Secima convidou a socióloga Aava Santiago para falar sobre o tema: Mulheres e igualdade. O debate é voltado para alunos da  cidade, visitantes e população em geral.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *