São Paulo: Praia Grande volta a contar com pelotão de Força Tática da PM

Medida será possível com aumento do efetivo e de viaturas

O 45º Batalhão de Polícia Militar, responsável pelo policiamento em Praia Grande, passará por reformulações em sua estrutura organizacional. Com isso, até o final do ano, 69 novas vagas estão disponíveis no efetivo da Cidade, que volta a contar também com um pelotão de Força Tática.

De acordo com o comandante do 45º, tenente-coronel Maurício Vieira Izumi, a reivindicação por mais efetivo na Cidade é antiga e se agravou principalmente após a extinção da Força Tática há três anos para a criação do Batalhão de Ações Especiais (Baep), que atende toda a região. “O empenho do prefeito Alberto Mourão foi fundamental e conseguimos que o comandante do CPI-6, coronel Rogério Silva, levasse a questão ao comandante geral da Polícia Militar”.

Ele explicou que o comandante geral já assinou uma Portaria oficializando modificações no Quadro Particular da Organização (QPO), alterando assim o efetivo do 45º Batalhão. “Nosso efetivo passa a contar com mais 69 vagas. Dessa forma, foi possível novamente a criação do Pelotão de Força Tática, que representa um ganho muito grande para a Cidade e munícipes. Podemos dizer que Praia Grande passa a contar com um efetivo que nunca teve desde a criação do batalhão”.

Além do reforço de homens, mais viaturas serão enviadas ao Município, conforme o comandante. Serão mais cinco viaturas de grande porte para a Força Tática, 12 motocicletas e três viaturas de radiopatrulhamento, usadas para o atendimento de ocorrências.
Recentemente, a Cidade recebeu 35 policiais militares recém-formados que já reforçam a segurança ostensiva do Município.

O secretário de Assuntos de Segurança do Município, José Americo Franco Peixoto, comemorou a notícia e falou da importância do aumento no efetivo. “Praia Grande é a cidade que mais cresceu na região nos últimos anos e seu efetivo estava defasado, não havendo essa possibilidade de mudança do QPO. Isso mostra também como é importante o trabalho em parceria, já que a Polícia Militar e a Guarda Civil Municipal (GCM) têm um ótimo relacionamento. Isso só tende a trazer resultados ainda mais significativos”.

GCM – Criada por lei municipal em 2001 (lei complementar 269), a Guarda Civil Municipal (GCM) de Praia Grande existe desde 1969, quando era chamada ainda de Serviço de Vigilância e Salva Vidas. De lá pra cá, a GCM passou por uma série de modificações, sendo reestruturada e aperfeiçoada, tornando-se referência na Baixada Santista. Atualmente, conta com um efetivo de cerca de 400 integrantes formados em ambiente universitário e totalmente preparados para atuar nas ruas da Cidade, auxiliando no patrulhamento preventivo, assim como na proteção do patrimônio público.

praiagrande.sp.gov.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *