Goiás: Hospital em Pirenópolis amplia área de atuação

 Por Brenno Sarques

Pode-se dizer que a vida de um edifício tem duas fases: a sua construção e o uso. Cuidar de toda a infraestrutura de um edifício e ainda ter atenção com o sistema elétrico, hidráulico, incêndio e de segurança, além de comunicação e climatização. Pensando nisso, o Hospital Estadual Ernestina Lopes Jaime (HEELJ), em Pirenópolis, inaugurou uma sala com equipamentos de engenharia clínica e manutenção predial.

Para Nilson Braz, encarregado pela manutenção, a sala possibilitará que os técnicos atendam às necessidades do Hospital. Com o Plano de Manutenção, com inspeções e verificações constantes, o HEELJ evitará custos desnecessários com reformas e garantirá a tranquilidade para colaboradores e pacientes. “Isso é sinônimo de economia e investimento e é uma questão, acima de tudo, relacionada à segurança e saúde”, diz Nilson.

Agora, manutenções poderão ser realizadas dentro da Unidade e equipamentos estragados serão concertados sem necessidade de ir para outro lugar na cidade ou comprometer o atendimento aos pacientes.

Engenharia clínica

Entre as diversas atribuições dos serviços de engenharia clinica estão o acompanhamento do uso dos equipamentos médico-hospitalares e seus componentes e dos contratos de manutenção preventiva ou corretiva; o auxílio na aquisição e aceitação de novas tecnologias; o treinamento de pessoal para operação dos equipamentos; a manutenção preventiva e corretiva dos equipamentos; e a fixação de medidas de controle e segurança do ambiente hospitalar. Uma equipe de técnicos é capacitada para prestar estes serviços.

Diariamente temos técnicos à disposição, andando de setor por setor e conferindo os equipamentos. O pessoal da Agência Goiana de Regulação (AGR) nos avalia a cada dois meses. Eles vistoriam, notificam e pontuam, assim passamos a executar tudo o que for solicitado e notificado”, afirma Nilson.

Nova sala administrativa

Além disso, o Hospital também está passando pela construção de uma nova sala administrativa. Com150m², o espaço será o novo local de trabalho para vinte colaboradores.

Nos próximos meses inauguraremos o espaço com uma sala de reunião e com o SAME, sistema responsável pela organização dos prontuários. Também contará com local para repouso dos médicos. Toda a parte administrativa do HEELJ será transferida para esse prédio e ainda pretendemos aumentar os leitos da enfermaria”, pontua Nilson Braz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *