Goiânia: Secretário e prefeito discutem revitalização do Centro de Goiânia

A revitalização do Centro de Goiânia foi o tema da reunião entre o secretário da Secima, Hwaskar Fagundes, e o prefeito da Capital, Iris Rezende. O secretário apresentou o documento chamado Vem pro Centro, com 55 propostas viáveis para a retomada dos investimentos e do crescimento da região central da cidade.

Hwaskar Fagundes esteve acompanhado pelo superintendente de Assuntos Metropolitanos, Marcelo Safadi, e sua equipe, que detalharam a situação do Centro e o processo de construção do estudo. “O Centro é pouco valorizado e tem coisas que precisam ser mudadas”, apontou Marcelo. O estudo é fruto de audiências públicas e reuniões com diversos segmentos da sociedade organizada. A conclusão é a de que somente com a retomada da economia formal é que o Centro será revitalizado. Para que isso aconteça, diz o superintendente, é preciso que se resolvam alguns gargalos legais que dificultam a ocupação predial. “Na Avenida Goiás existem 20 prédios comerciais vazios e que não serão ocupados devido à falta de estacionamento”, cita.

As 55 propostas foram inspiradas em exemplos de outras cidades que passaram por problemas semelhantes e hoje possuem suas regiões centrais em plena atividade e circulação de pessoas.

Presidente da Fecomércio, José Evaristo dos Santos participou do encontro e acompanhou todo o processo de discussão sobre o bairro. Evaristo disse que falta investimento e segurança para o comércio e para as pessoas que passam pelo Centro. O afastamento é tanto, disse, que o último prédio construído no Centro tem 15 anos, e abriga uma unidade do Sesc. “Bancos e hotéis estão saindo da região. Sem atrativos, ninguém volta. A calçada tem que ser do pedestre, e não de carros e camelôs”, comentou.

Nos últimos 16 meses, a equipe da Secima debateu o assunto com moradores, comerciantes, estudantes, usuários do transporte público, arquitetos, urbanistas e demais interessados no assunto. O próximo passo é discutir quais as ações que o estado e a prefeitura vão tomar para colocar o projeto em prática. Hwaskar propôs reuniões a cada dez dias, o que foi prontamente aceito pelo prefeito. “Vamos estabelecer um grupo para tratar do assunto. Este é um motivo de preocupação de todos até porque faz parte da história de Goiânia”, frisou Iris.

Para o secretário da Secima, a revitalização do Centro de Goiânia pode trazer ganhos sociais, econômicos e mesmo turísticos. Os mecanismos que o Poder Público dispõe podem promover a retomada do crescimento do bairro. Com as ferramentas corretas, diz, é possível mudar a cara do Centro nos próximos dois anos. “Este é um patrimônio da cidade e de Goiás que não pode ser esquecido. “O projeto Vem pro Centro é a mais completa iniciativa para tornar a região um lugar de economia pujante e convivência civilizada”, conclui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *