Paraíba: Lideranças do MDB e PSD aproveitam passagem de João pelo Sertão para reforçar apoio

De passagem pelo Sertão paraibano, o candidato a governador pelo PSB, João Azevêdo, tem recebido lideranças de várias cidades da região, que estão reforçando o apoio a candidatura do socialista e organizando comitês nas suas cidades. Em Itaporanga, onde participou na noite desta quarta-feira (29) do lançamento da candidatura a deputado estadual de Dr Taciano Diniz (Avante), João se reuniu com lideranças de Condado, Serra Grande e Curral Velho.

O ex-prefeito de Condado, Junior Lima, reuniu uma comitiva e foi até Itaporanga reafirmar o apoio a João Azevêdo. “Desde a eleição passada que já votei no governador Ricardo Coutinho e fizemos questão de vir aqui reafirmar esse compromisso com João Azevêdo, porque é ele que tem condições de dar continuidade a esse trabalho inovador que trouxe desenvolvimento para nosso Estado. João é o nome certo. Um homem simples, humilde e honesto”, destacou.

Também participou desta comitiva a ex-candidata a prefeita da cidade de Condado, Simone Ferreira (MDB), os ex-vereadores Edmundo e Raimundo Alves, o empresário Borel e a presidente da Associação de ‘Mãos dadas pelo amor para um novo caminhar’, Dalvaneide Linhares.

Da cidade de Serra Grande, a comitiva foi liderada pelo ex-vereador e ex-vice-prefeito, Antônio Trajano (Tonheiro), que mesmo ainda filiado ao MDB, disse que não poderia votar contra o projeto do governador Ricardo Coutinho pelo trabalho desenvolvido em todo Estado, que inclusive tirou a sua cidade do isolamento asfáltico. “Esperamos que o povo da Paraíba dê a João Azevêdo a chance de continuar esse trabalho”, afirmou.

O vice-prefeito e o presidente da Câmara de Curral Velho, Neto Estrela (PTB), e Cleonado Leite (PSD), respectivamente, também foram a Itaporanga, reafirmar apoio a João Azevêdo. Para Neto Estrela, a escolha do PSB para ser o candidato agora em 2018 não poderia ter sido melhor, já que João tem sido, ao longo dos últimos anos, o braço direito do governador Ricardo Coutinho.

Já para Cleonado, o que está acontecendo na Paraíba, diferente da maioria dos outros estados brasileiros, não pode parar. “É um trabalho de responsabilidade, então quem tem responsabilidade tem que dar continuidade a esse projeto”, apontou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *