Goiás: Prefeitos reunidos com Zé Eliton e Marconi preveem que virada será confirmada na reta final

Jayme Rincón, coordenador da campanha da base aliada de Zé Eliton, Marconi Perillo e Lúcia Vânia, disse que havia previsão de segundo turno e perspectiva de virada e isso está se confirmando na reta final da campanha

Milson Alves (PP), prefeito de Campinaçu, observou que a mobilização no interior está muito boa: “Vamos reverter esta história, vai dar virada. Somos muito mais, um time muito grande. Não ficamos atrás”

Membros da base aliada que participaram de reunião com o governador e candidato à reeleição Zé Eliton (PSDB – número 45) e Marconi Perillo (PSDB – número 456), candidato ao Senado, nesta quarta-feira, garantiram que o governador está no segundo turno e será reeleito. Para coordenadores de campanha, prefeitos, vice-prefeitos, ex-prefeitos, vereadores e demais lideranças, a movimentação dos aliados embalou força e mudará o cenário nestes últimos dias de campanha.

Jayme Rincón, que coordena a parte política da campanha, assinalou que o clima é mesmo de virada, por causa da força de Marconi Perillo, Zé Eliton e da base. “Nós prevíamos exatamente isso. Goiás não tem histórico de eleição decidida no primeiro turno. Quando a base do governo, tanto na capital quanto no interior, fosse a campo, nós sabíamos que haveria esta virada”, disse. “O segundo turno já está garantido e o governador deve encerrar com uma votação expressiva o primeiro turno.  E nós vamos completar esta virada no segundo turno”, afirmou, ainda.

Outro coordenador da campanha da base, Jalles Fontoura, avaliou que o salto alto do adversário favorece o trabalho da base: “Aí é que terá segundo turno. Em eleição não tem nada pronto, acabado, tudo está aberto. Nossa aposta é no trabalho, o eleitor define voto nos últimos 10 dias. Estamos todos mobilizados”.  O objetivo é eleger os dois senadores e uma boa base de deputados no primeiro turno. “E aí, com toda esta potência eleitoral, com esta vitória na primeira fase, 20 dias depois, fazer a grande virada da política goiana”, afirmou.

Já o deputado estadual Júlio da Retífica (PTB) disse que em uma campanha difícil o mais importante é mesmo o engajamento. “Nós temos um exército que, na rua, faz diferença”, lembrou. “Nestes últimos 15 dias, o povo vai acordar que é preciso ter a responsabilidade de escolher os melhores. Não tenho dúvida que, nesta hora, Zé Eliton chega na frente”, previu.

Entre os prefeitos de 23 municípios do Norte e do Vale do São Patrício presentes também ouviu-se, em uníssono, que Zé Eliton está no segundo turno.  Fred Vidigal (PTB), de Rialma, está gostando da movimentação da base e acredita que ela vai se acirrar mais ainda. “A virada é possível, contamos com o trabalho de cada um, com a união e o trabalho”, disse.

Milson Alves (PP), prefeito de Campinaçu, observou que a mobilização no interior está muito boa. “Vamos reverter esta história, vai dar virada. Somos muito mais, um time muito grande. Não ficamos atrás”, afirmou.  Já Alex do Gás (PSD), de Ipiranga de Goiás, foi categórico ao dizer que a meta é mesmo o segundo turno: “Nosso trunfo são os prefeitos e vereadores, conversar com os eleitores e mostrar que Zé Eliton é o melhor para Goiás”.

Entre os que discursaram, o prefeito de Hidrolândia, Paulinho de Resende (PSDB), que também preside a Associação Goiana dos Municípios (AGM), disse que o trabalho tem sido feito para mostrar ao eleitor as ações realizadas e a serem realizadas pelo governo, entrando “de corpo e alma” na campanha. “Temos o que mostrar e as pessoas de lá acham que já ganharam a eleição”, assinalou, sobre os adversários propalarem vitória no primeiro turno. “E nós, que somos prefeitos, vice-prefeitos, vereadores, lideranças, sabemos que isso não é verdade”, disse.

“A eleição termina dia 7/10, é igual um jogo de futebol, a eleição só termina quando o juiz apita o final”, observou Paulinho, assegurando a presença do Zé Eliton no segundo turno. “De lá tem um time cansado e de cá tem time firme, alegre, porque tem pessoas que ajudaram os prefeitos enquanto estavam no governo e vão ajudar ainda mais”, argumentou. Zé Eliton está indo nos debates e mostrando um conhecimento maravilhoso de todo o estado, com propostas, deixando os adversários calados”, confirmou.

Prefeito de Sanclerlândia, Itamar Leão (PSDB) disse que o clima de virada já começou, com os prefeitos indo a campo desde a semana passada. Lembrou que, desde a eleição de 1998, as pesquisas, no início, não são favoráveis. “Nestes últimos 15 dias é que nós vamos fazer as coisas acontecerem”, apostou.

Para ele, a base acredita na sua força, citando a longevidade do Tempo Novo como algo positivo a ser ressaltado na campanha.  “Temos orgulho do Tempo Novo. É bom fazer parte de um governo que acredita no interior, que acredita nas pessoas”, disse, citando as transformações do estado no período. “Como já se disse por aí, não dê poder aos Caiados, porque senão é chicote no lombo”, criticou, a respeito do adversário.

Valmir Pedro (PSDB), prefeito de Uruaçu, ressaltou que é muito importante as estratégias e ações políticas efetivas neste momento. Ele assinalou que a base está no poder há 16 anos, já que, em 20 anos, quatro  “foi a turma do Caiado, no governo Alcides, e o povo pediu Marconi de volta” já que “não deram conta de governar”.  O prefeito disse que se houve 16 anos de governo foi “bom e mudou a história deste estado”.  Valmir afirmou que a base vai “conquistar mais quatro anos, colocando uma pessoa preparada como Zé Eliton no governo para Goiás continuar no rumo do progresso e desenvolvimento”.

Prefeito de Ceres, Rafaell Melo (PSDB) acha que é na reta final que a mobilização de todos é mais importante. E disse que o trabalho feito pelo governador e o serviço prestado pelo governo facilita pedir o voto, e citou as obras de parceria do programa Goiás na Frente. “A gente divulga a chapa mostrando o que já foi feito e a importância desta continuidade. A gente mostra que o estado de Goiás está no caminho certo. Contem com nosso empenho”, testemunhou. E ainda lembrou: “Marconi ajuda nossa cidade desde o primeiro mandato”.

Pedro Fernandes (PSDB), prefeito de Porangatu, falou que a reunião “azeitou mais ainda” a campanha. “Estamos fazendo o dever de casa”, garantiu, assinalando que, no seu município o trabalho de corpo a corpo tem sido feito com empenho. “Estamos percebendo o crescimento da campanha, não só em Porangatu, mas em todos os lugares”, afirmou, assinalando que os candidatos da chapa majoritária motivam a base.

O ex-prefeito de Senador Canedo Misael Oliveira fez um discurso inflamado para estimular a base a ir em busca do voto. “Eleição ainda continua sendo corpo a corpo, no olho no olho, de boca em boca. Não mudou não. “O que está faltando é nós abrirmos a garganta. Política é sangue nos olhos”, aposta, citando as muitas e amplas realizações do Tempo Novo para convencer os eleitores.

Altemar Carrilho (PSDB), vereador que preside a Câmara Municipal de Goianésia, disse que no município, onde a campanha é liderada por Otavinho Lage, os aliados de Zé Eliton estão muito animados. “A campanha foi para a rua, estamos fazendo reuniões todos os dias, caminhadas. Estamos percebendo uma grande mudança, Zé Eliton está crescendo a cada dia e o segundo turno é uma realidade”, sentenciou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *