Lúcia Vânia alerta o povo de Goiás de que não é hora de arriscar em aventureiros e que o povo goiano haverá de reconhecer o jovem e talentoso Zé Eliton

►  “Ele teve o coração para entender que uma mãe de família ou uma criança não pode ser abusada nos terminais de ônibus”, disse a candidata ao citar o programa criado por Zé Eliton, Batalhão de Terminal, que reduziu em 79% as ocorrências de furtos e roubos no transporte coletivo

►  Na área da saúde a senadora entende que Zé Eliton demonstrou a agilidade que os tempos modernos exigem ao colocar em prática o 3º Turno na Saúde, programa que está zerando a fila de espera por cirurgias

“Eu tenho certeza, Zé, de que a sua próxima gestão vai ser uma gestão inovadora, a de agora já é uma gestão competente”, disse a senadora Lúcia Vânia em tom profético a Zé Eliton, o candidato escolhido pela Coligação Goiás Avança Mais para estar à frente de Goiás pelos próximos quatro anos. A senadora, candidata à reeleição, teme que o projeto vitorioso conduzido por Zé Eliton e Marconi Perillo naufrague, caia nas mãos de um político aventureiro, que alimenta a discórdia, que critica sem ter nada a apresentar aos goianos, que visa o poder pelo poder, colocando em primeiro lugar seus interesses pessoais.

Lúcia Vânia lembrou que Zé Eliton fez de Goiás, ao lado de Marconi, dos secretários e prefeitos, um Estado próspero, 1º lugar na Educação do País, 2º lugar na geração de empregos; um Goiás que atravessou a maior crise da história do Brasil com segurança, conduzido por gestores competentes, testados e aprovados. “Eu tenho certeza que o povo goiano haverá de reconhecer esse jovem talentoso, um novo rumo para o nosso Estado, para o nosso País. Vamos votar em Zé Eliton 45”, conclamou.

O alerta de Lúcia Vânia foi feito na cidade de Goiás, na quinta-feira, dia 13, onde o governador e candidato à reeleição Zé Eliton comandou um grande comício ao lado da prefeita Selma Bastos (PT), de Raquel Teixeira (vice na chapa de Zé Eliton) e da ex-primeira-dama Valéria Perillo. As prefeitas Selma e Valéria Ferreira, de Diorama, ambas do PT, reafirmaram o compromisso de apoiar a reeleição de Zé Eliton por reconhecerem no candidato o melhor projeto para todos os goianos. “Mas não é só isso, Zé Eliton é cabeça e é coração. Cabeça por entender que ele tem que dar um salto à frente no Estado de Goiás. Ele já demonstrou com pequenos gestos o grande governo que pode fazer no futuro”, frisou Lúcia Vânia.

A senadora tem dito, em todos os municípios que aonde vai, por sua experiência como senadora e primeira mulher eleita deputada federal por Goiás, que “Zé Eliton é competente, é jovem e, acima de tudo, uma pessoa humilde, que esteve ao lado de Marconi quase todo o tempo, colocando, ali, a coisa mais importante para um político, que é a lealdade”. E completou dizendo que “quando o político é leal, quando o político é grato, o cidadão pode bater palmas porque ele tem princípios e tem valores, e é por princípios e valores que o povo brasileiro tanto clama”.

Segurança – A passagem de Zé Eliton pela Secretaria de Segurança Pública foi lembrada pela candidata ao Senado, Lúcia Vânia: “Em pouco tempo ele avançou na Segurança Pública. Ele teve o coração para entender que uma mãe de família ou uma criança não pode ser abusada nos terminais de ônibus, não pode ter o seu celular roubado. Ele criou uma patrulha para que a mulher, a criança ou o idoso não passem por esse sufoco”. Lúcia Vânia estava fazendo alusão ao programa Batalhão de Terminal que reduziu em 79% as ocorrências de furtos e roubos nos terminais de passageiros do transporte coletivo, uma medida pensada estrategicamente para dar uma resposta rápida ao clamor das pessoas.

“Goiás reduziu 11 dos 12 indicadores de violência”, assinalou Zé Eliton, esta semana, durante a divulgação do Balanço de Gestão Operacional da Secretaria de Segurança Pública. O documento registrou, principalmente, queda no número de homicídios e roubos. Além disso, os dados apontam que 18 quadrilhas especializadas em roubos a bancos foram desarticuladas pelo Grupo Antirroubo a Bancos, Batalhão de Rotam, Comando de Operações de Divisas e Batalhão de Choque.

Na área da saúde, a senadora entende que Zé Eliton demonstrou a agilidade que os tempos modernos exigem para solucionar os problemas do dia a dia das famílias. O 3º Turno na Saúde é um exemplo. “Marconi Perillo deixou os mais importantes hospitais no Estado de Goiás e Zé Eliton viu que em Goiânia tinha muita gente na fila para ser operada. O que ele fez? Abriu os hospitais à noite e acabou com as filas de pessoas que esperavam por mais de cinco anos. E assim ele continuou todo o trabalho”, destacou. O programa 3º Turno na Saúde vai zerar a fila de espera por cirurgias eletivas até o final do ano.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *