Goiás: Demóstenes é recebido com festa em reta final de campanha

O procurador de Justiça e candidato a deputado federal Demóstenes Torres realizou intensas atividades no último dia de campanha nestas eleições. Demóstenes participou de ações em Padre Bernardo, Planaltina, Formosa, Anápolis, Hidrolândia e Goiânia. Em ritmo de grande arrancada nesta reta final, Demóstenes conversou com moradores e recebeu apoio para ocupar uma das cadeiras na Câmara Federal.

“Nós fizemos uma campanha propositiva, conversando com a população, apresentando ideias para problemas sociais graves. A prisão perpétua para crimes violentos, o pacote de medidas que visa melhorar a distribuição de energia em Goiás. A CNH gratuita, os estímulos para o setor de tecnologia. E são apenas algumas das ideias que oferecemos ao eleitor”, disse Demóstenes, que nesta eleição é candidato a deputado federal com o número 14.444.

O procurador tem uma carreira de serviços prestados para o povo de Goiás. No Ministério Público, enquanto procurador-Geral de Justiça por duas vezes, deu incentivos e apoio para a atuação dos promotores. Na secretária de Segurança Pública, foi premiado como um dos melhores titulares da história da pasta.

Em Brasília, são mais de 180 leis em vigor com a sua participação, incluindo toda a legislação contra a pedofilia, a Lei Maria da Penha, Estatuto do Idoso e as medidas cautelares que permitiram o funcionamento da Lava-Jato como conhecemos hoje, além da Lei da Ficha Limpa e tantas outras.

A campanha de Demóstenes ficou conhecida pela grande quantidade de propostas de qualidade que compõem sua plataforma. No Entorno de Brasília, uma verdadeira onda de apoio a Demóstenes tomou as ruas das cidades. “É um homem competente, trabalhador, ganhou meu voto uma vez e vai receber de novo porque a gente confia, conhece”, afirmou Eduardo Alcântra, bancário de 38 anos.

Em Anápolis, o clima de otimismo do eleitor também fica evidente. “Demóstenes é um orgulho pro nosso estado. Todos nós sempre acompanhamos sua carreira e conhecemos o seu trabalho. Pode contar com meu voto”, afirmou Andreia Amorim, de 42 anos, dona de casa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *