Goiás: Demóstenes intensifica ritmo de campanha e recebe apoio da população

O procurador de Justiça e candidato a deputado federal Demóstenes Torres realizou uma intensa agenda de campanha nesta última quarta-feira (3). Pela manhã, Demóstenes participou de duas caminhadas em Anápolis. À tarde, o candidato visitou Planaltina e Formosa, no Entorno de Brasília, onde também caminhou pelas principais ruas das cidades. No período da noite, foi a vez de Demóstenes participar de uma grande reunião em Goiânia, no Bairro Boa Vista.

“Tenho percorrido todo o estado, apresentando propostas, conversando com o cidadão. Os goianos me deram a oportunidade de trabalhar e participar de mais de 180 leis, que mudaram a vida da população. A Lei da Ficha Limpa, Estatuto do Idoso, toda a legislação contra a pedofilia, as medidas cautelares que permitiram ao juiz Sérgio Moro conduzir a Lava-Jato como a conhecemos”, disse. “Agora tenho novas propostas, novas ideias para corrigir injustiças e melhorar a vida do nosso povo”.

Demóstenes se destacou na campanha pela sua plataforma de propostas que abrangem várias áreas cruciais para a sociedade. Na questão da segurança pública, Demóstenes propôs a implantação da prisão perpétua para criminosos perigosos. “São líderes de facções criminosas, pedófilos, estupradores, assassinos reincidentes”, explicou. “Basta ver o caso do serial killer de Goiânia, foi condenado a 700 anos de prisão mas deve sair em 25 anos”, contou.

Demostenes também irá retirar a penitenciária Odenir Guimarães de Aparecida e transferir os condenados para presídios regionais, longe das grandes cidades. Além disso, pretende triplicar o orçamento da Polícia Rodoviária Federal e da Polícia Federal. “Vamos colocar unidades da Polícia Federal em cidades importantes de Goiás para combater o tráfico de drogas”, se comprometeu.

Demóstenes também irá combater a exploração por parte das grandes empresas. Se faltar energia, ainda que por apenas um minuto, o dia será descontado do talão. “A distribuidora de energia tem que entregar um serviço de qualidade. Também irei acabar com a taxa de religação. E se os investimentos não forem feitos, na Câmara Federal poderei fiscalizar e até mesmo retomar a Celg para Goiás”, afirmou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *