Goiás: No 1º bloco do debate Record TV, Ronaldo Caiado foi acusado de não ter “idoneidade moral para falar que vai combater a corrupção”

Zé Eliton disse que disponibilizará em suas redes sociais o documento que foi firmado por Ronaldo Caiado no qual ele diz que não vai abrir novos Colégios Militares em Goiás

No debate da Record TV Goiás, com perguntas do apresentador Carlos Magno e dos próprios candidatos, o primeiro a perguntar foi Wesley Garcia (PSOL), que acusou Ronaldo Caiado (DEM) de não ter “idoneidade moral para falar que vai combater a corrupção, pois o senhor recebeu dinheiro de financiamento de corrupção da Odebrecht, da OAS e da Delta, além de uma lista de empresas sujas ligadas ao trabalho escravo”. Ronaldo Caiado titubeou e respondeu sem convencer.

Provocado por Zé Eliton, Ronaldo Caiado negou que não abrirá mais Colégios Militares em Goiás, como reza documento assinado pelo candidato do DEM em reunião com integrantes do Fórum em Defesa dos Servidores e Serviços Públicos de Goiás. Zé Eliton disse que disponibilizará em suas redes sociais “o documento que foi firmado por Ronaldo Caiado”, no qual ele diz que não vai abrir mais Colégios Militares, “e aqui ele disse o contrário”. Aos telespectadores o governador alertou: “Veja os documentos e tire suas conclusões acerca de quem compromisso e palavra”.

Questionado sobre o modelo de saúde que planeja para o próximo governo, Zé Eliton relatou que “O.S. não é a solução para todas as questões do Estado”, e que existem “vários modelos de governança e de gestão. Justamente por isso, estamos estudando junto aos servidores públicos do Estado de Goiás, com quem me comprometi, pois minhas posições são claras, a melhor forma de gestão dos hospitais públicos”.

O governador relatou que a saúde de Goiás é modelo para o Brasil. “Nós construímos muitos hospitais. O Hugol e o HGG são referências para o Brasil e o Hugo tem feito um trabalho extraordinário. O hospital de Pirenópolis recebeu este ano a Acreditação ONA, a maior certificação de qualidade dos hospitais do País. Nós reformamos todo o complexo da Colônia Santa Marta. O mais importante é que os problemas, quando aparecem, nós não ficamos na conversa, nós resolvemos”.

Com o tema saúde ainda em debate, Zé Eliton falou do programa 3º Turno, criado em sua gestão, que já atendeu “mais de 24 mil pessoas com exames e consultas e 1,2 mil pessoas que aguardavam na fila de espera por cirurgias eletivas”. Sobre a regulação, o candidato da Coligação Goiás Avança Mais contou que travou “uma discussão muito forte, no mês de abril último, para trazer a competência da regulação para o Governo do Estado”. E se comprometeu a “continuar trabalhando nesse sentido, porque o cidadão não sabe se a responsabilidade é do prefeito, do governador ou do presidente, ele quer ser atendido”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *