São Paulo: Praia Grande conquista tricampeonato na Olimpíada do Conhecimento em Desastres Naturais

Participaram representantes dos nove municípios da Região

Praia Grande conquistou o tricampeonato na Olimpíada do Conhecimento em Desastres Naturais, organizado pela Coordenadoria Regional de Defesa Civil e pelo Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), e realizado nesta última  quarta-feira (10), no Auditório Jornalista Roberto Marinho, no Bairro Mirim. Neste ano, a Cidade dividiu o primeiro lugar com os municípios de Peruíbe e Guarujá, já que disputa foi acirrada ponto a ponto.

A competição é voltada aos alunos de 5º ano das escolas públicas e tem como objetivo difundir conceitos de segurança relacionados a desastres naturais. De acordo com o coordenador de Defesa Civil de Praia Grande, Luciano Gomes Souza, a ideia é que as crianças sejam multiplicadores desses conceitos, levando o que aprenderam para suas casas. “No caso de Praia Grande, o conteúdo foi passado aos alunos pela nossa equipe em palestras e eventos nas escolas. É uma forma divertida de passar conhecimentos extremamente importantes”.

Cada município foi representado por uma equipe composta por três alunos, que responderam a questões como “na aproximação de um temporal o que fazer?” e “após um desastre natural quais serviços devem ser feitos primeiro?”. Na plateia, os colegas torciam e vibravam a cada resposta correta.

Uma simulação de um deslizamento foi realizada por uma equipe do Samu, prendendo a atenção dos pequenos.

A Olimpíada do Conhecimento em Desastres Naturais já havia sido realizada em 2008 e 2015 quando Praia Grande também saiu campeã.

A Coordenadora Regional da Defesa Civil, Regina Elza Araújo, também compareceu ao evento e falou para a garotada sobre o principal papel da Defesa Civil. “Salvar vidas é nosso papel, nosso objetivo. O futuro do nosso País está nas mãos de vocês e saber conduzir os cuidados com a comunidade onde vocês vivem faz parte dessa responsabilidade”.
Representantes da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (CEDEC) e do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) também acompanharam a competição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *