São Paulo: em Praia Grande, Programa Conviver realiza Caminhada Azul em luta contra o câncer de próstata

O evento reuniu frequentadores de várias unidades do serviço

 Cerca de 300 pessoas participaram da Caminhada Azul, que ocorreu na última sexta-feira (23), na Pista Municipal de Atletismo, no Bairro Sítio do Campo, em Praia Grande. A ação homenageia o Novembro Azul, que tem o objetivo de conscientizar e incentivar o exame para a prevenção do câncer de próstata, um dos tipos de doença que mais atinge os homens no País. Entre os participantes frequentadores do Programa Conviver, da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) e do Lar São Francisco.

E foi com muita animação que a ação começou. Antes de colocar os pés na pista para a caminhada, os participantes se reuniram e, seguindo as orientações de um instrutor, dançaram para esquentar o corpo e foram informados sobre o câncer e as formas de prevenção.

O fisiologista e representante do Conselho Regional de Educação Física, Waldecir Paula Lima, ressaltou a importância da realização dos exames para o shomens. “É uma coisa simples que pode mudar a vida da pessoa e de todos que estão em volta dela”.

Ele acrescentou ainda que além disso, a prática de exercícios físicos, como os que foram realizados durante a Caminha Azul, também é necessária para a prevenção do câncer. “A atividade física fortalece o sistema imunológico que previne patologias como essa. Isso não significa que quem pratica exercício não terá câncer, mas a probabilidade é menor”.

O aposentado, Antônio Firmino, de 64 anos, participou da caminhada e conta que todos os anos faz o exame. “Não tenho vergonha, porque acho importantíssimo. É melhor fazer e prevenir, pois se caso descobrir algo, já terei ciência logo no início, o que me dá mais chance de ter sucesso no tratamento. Tenho orgulho de estar aqui caminhando em prol dessa causa”.

Já o morador Paulo Roberto, de 46 anos, foi caminhar e aproveitou para dar o exemplo para o filho Rinaldo, de apenas 4 anos. “Esse tipo de ação deve ser feita sempre. Os homens são muito resistentes a esse exame, mas não tem que ter medo de fazer, mas sim medo da doença que pode vir no futuro”.

Serviço – Atualmente todo o Programa Conviver atende a cerca de 6 mil pessoas, todas acima dos 50 anos. Os atendidos estão espalhados por nove unidades, de maneira a buscar atender todas as regiões da Cidade. O Programa conta com a parceria do Fundo Social de Solidariedade e cada uma dessas unidades tem diferentes características, de maneira a oferecer mais de 30 tipos de atividades, entre elas, ginástica, musculação, hidroginástica, caratê, xadrez, informática, tênis, alfabetização, smartphone, tai chi chuan, ioga artesanatos diversos e muito mais.

Tem Conviver nos Bairros Boqueirão, Guilhermina, Sítio do Campo, Antártica, Tupi, Ocian, Samambaia, Caiçara e Solemar. Para mais informações bastar comparecer na unidade mais próxima ou ligar para 3496-5015.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *