Novo Gama: Santa Missa das Mães é cecebrada na prefeitura

um clima fraterno, fiéis reuniram-se na manhã da última sexta-feira (26) no saguão da Prefeitura Municipal de Novo Gama, para a celebração da Santa Missa das Mães. A Eucaristia marcou o retorno das celebrações ecumênicas mensais na Prefeitura.

A Missa, que foi concelebrada pelo Frei Regildo Piedade (OFMConv.), contou com a participação da Prefeita Sônia Chaves, alguns secretários e secretárias municipais, funcionários da prefeitura e também moradores que vieram ao encontro do Cristo Vivo, segundo a fé católica.

Por ser uma tradição mensal que, a cada mês, seja realizado o rito de uma religião diferente, a Santa Missa “adiantou” a data que homenageia as mães, já que em maio, será realizado um culto diferente. Ao fim da celebração, a Secretária de Educação, Maria da Guia, fez uma homenagem às Mães Guerreiras (confira abaixo).

MÃES GUERREIRAS

Muitas pessoas costumam dizer que as mulheres nasceram para serem mães, mas eu discordo. Eu acho que essa é uma afirmação injusta. A mim e, provavelmente a nenhuma de nós, nunca nos foi apresentado um manual que explicasse como ser mãe. Ninguém nunca nos falou que, aquele pequeno presentinho de Deus, passaria à noite chorando e a gente, consequentemente, sem dormir. Ninguém nunca nos contou que, bebês tão fofos poderiam aprontar tanto e a gente, consequentemente, correndo atrás para evitar que se machucassem.

Ninguém nunca nos contou que teríamos de agir como grandes médicas de sentimentos que deveriam aplicar a dosagem certa em cada mensagem que enviássemos a nossos filhos: demonstrando raiva quando eles não nos ouvem, deixando clara a decepção quando eles aprontam. Por vezes, era hora de castigar. Puxar a orelha e mandar aquele olhar fatal que dizia “em casa a gente conversa”. Outras vezes, voltaríamos a ficar sem dormir quando eles ainda não haviam voltado pra casa. E mais uma coisa que ninguém nunca nos contou é que, além de médicas, deveríamos ser também cozinheiras que, após cada xícara de bronca, teríamos de adicionar também outros dois tabletes de amor; que após uma colher de frustração, teríamos de untar muito bem a forma com afeto e acolhimento.

É. Parece que deixaram de nos dizer muito e essas partes a gente aprendeu sozinhas, lutando todos os dias para sermos mães melhores. E é por isso que eu acho que a frase não deveria ser “toda mulher nasce para ser mãe”, mas sim que “toda mãe nasce para ser guerreira”. Uma lutadora que tem como prêmio das guerras a vitória de ver aquela pequena criança se tornar um homem ou uma mulher justa e honesta, mas que, para nós, serão sempre os bebês mais bonitos. Ser mãe é sim ser uma guerreira que, mesmo quando o seu trabalho já teria, supostamente terminado, quer continuar a cuidar de seus filhotes. Cumprimento a todas as mães guerreiras de nossa cidade!

Texto, fotos e informações: ASCOM Prefeitura Municipal de Novo Gama.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *