ANTT aprova celebração de convênio com DF para delegação da gestão do serviço de transporte semiurbano

A Diretoria Colegiada da Agência Nacional de Transportes Terrestres – ANTT aprovou a celebração do convênio para delegação de competência da gestão, regulação e fiscalização do serviço de transporte rodoviário interestadual semiurbano coletivo de passageiros no território da Região Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal e Entorno – RIDE/DF.

A proposta apresentada pelo presidente da Associação dos Municípios Adjacentes à Brasília (AMAB), Hildo do Candango aos governadores do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, e de Goiás, Ronaldo Caiado, propõe implantar um consórcio com vistas a integrar o transporte coletivo de mais de 30 municípios que compõem a Região Integrada de Desenvolvimento do Entorno (RIDE).

A medida, explicitada na Resolução nº 300 conforme publicação no Diário Oficial da União desta quinta-feira, 25 de junho de 2020, determina à Superintendência de Governança, Planejamento e Articulação Institucional (SUART), com o apoio da Superintendência de Serviços de Transporte de Rodoviário de Passageiros (SUPAS), que adote providências para promover a assinatura do convênio de delegação, assim como posteriores tratativas junto ao Governo do Distrito Federal, visando à execução adequada do Plano de Trabalho.

O projeto do Consórcio Público de Mobilidade Urbana do Transporte Coletivo de Passageiros dos municípios integrantes da RIDE foi elaborado pela Associação dos Municípios Adjacentes a Brasília (AMAB). A gestão ficará a cargo do poder Executivo, e o convênio buscará a integração de mobilidade que hoje existe na capital DF. 

A proposta dos municípios é que a gestão do transporte semiurbano fique a cargo das prefeituras em conjunto com os governos do DF e de Goiás, e abrange a fiscalização e a integração entre as linhas do transporte público.

Dados apresentados pela AMAB estimam que diariamente mil ônibus passem pela divisa do DF, sem integração com o transporte da capital. Isso intensifica o fluxo de veículos nas pistas, causa congestionamentos e aumenta o tempo de locomoção.

O presidente da AMAB e prefeito de Águas Lindas de Goiás, Hildo Candango, ressaltou a importância desse projeto para os moradores do Entorno.

“O Entorno de Brasília continua crescendo e o transporte público tem que acompanhar o ritmo e se adequar a mobilidade urbana. Integrar o sistema de transporte do Entorno ao transporte do DF é a melhor forma de proporcionar mais conforto para os munícipes e tirar os ônibus sucateados de circulação das ruas”, afirmou.

O consórcio será financiado pelo próprio sistema de transporte, com retirada de um percentual das tarifas para sua manutenção.

Acompanhe mais informações nas redes sociais do prefeito Hildo do Candango. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *