Lêda Borges propõe criação de plano educacional para alunos com transtornos de aprendizagem, em Goiás

Tramita na Assembleia Legislativa de Goiás (Alego) projeto de lei de autoria da deputada estadual Lêda Borges (PSDB), que propõe a criação do Plano de Atenção Educacional Especializado (PAE) para alunos diagnosticados com transtornos específicos de aprendizagem. A proposta irá atender estudantes de escolas públicas e privadas que tenham transtornos como dislexia, discalculia e disgrafia. Segundo a deputada, o intuito é garantir o diagnóstico e acompanhamento educacional específico.

Conforme expõe o texto, a escola deverá desenvolver um sistema de informação e acompanhamento dos alunos diagnosticados com transtornos específicos de aprendizagem. Após isto, as instituições terão de elaborar estratégias de intervenção, possibilitando a recuperação dos alunos.

Os professores terão de passar por uma capacitação que dê condições de identificar os transtornos e qual o nível de dificuldade dos alunos. Posteriormente, os estudantes serão encaminhados para uma equipe multidisciplinar, com representante da Saúde, da Assistência Social e um professor para acompanhar e garantir bons resultados no processo ensino-aprendizagem.

“A propositura tem como objetivo atender e beneficiar os alunos que têm disfunções neurológicas como dislexia, discalculia e disgrafia. Tais estudantes precisam de escolas que tenham conteúdo, metodologia e organização. Nosso intuito é garantir a maximização de suas potencialidades e qualidade de vida, além de assegurar menos sofrimento e evitar preconceito e bullying”, justificou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *