“Caiado não mostrou capacidade de gestão e o povo pede um novo nome para Goiás”, diz Lêda Borges

A deputada estadual Lêda Borges (PSDB) comentou sobre a atuação enquanto oposição do atual Governo Estadual e falou sobre o cenário político para 2022. Segundo ela, Ronaldo Caiado (DEM) não mostrou capacidade de gestão. O resultado? O povo descontente e que pede um novo nome para Goiás. As afirmações foram feitas durante entrevista à TV Gazeta, nesta quarta-feira (29).

Sobre o cenário político para 2022, Lêda Borges afirmou que Ronaldo Caiado não cumpriu com os compromissos feitos na época da campanha, como, por exemplo, a redução do ICMS.

“É um governo que não cumpriu seus compromissos políticos. Não cumpriu suas promessas de campanha em termos de gestão. Ao mesmo tempo, surge Gustavo Mendanha como o novo, por sua capacidade de gerir. Ele figura como o novo, a esperança”, comentou.

Atuação como oposição

Questionada sobre como é atuar na oposição, Lêda Borges disse que não é problema quando se tem coerência. “Quando temos coerência com nosso trabalho e com projetos de lei em favor da população, independe se é oposição ou base. Não coadunamos com projetos que prejudicam a população e o desenvolvimento de Goiás, como o Regime de Recuperação Fiscal (RRF)”, disse.

Acerca do RRF, a parlamentar voltou a dizer que seus argumentos vão de encontro com o que pensam a Secretaria do Tesouro Nacional. “Goiás não está e não estava em um cenário que precisasse deste Regime. Não é bom para Goiás, não é bom para os municípios goianos, não é para os servidores. O Estado perde a sua autonomia de gestão. O estado é superavitário e não estava a ponto de aderir o RRF”.

Foto: Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *