Aparecida retoma aplicação da primeira dose em adolescentes nos oito postos fixos

A partir de amanhã, 20, moradores de 12 a 17 anos voltam a receber a D1 tanto no drive da Cidade Administrativa, sem necessidade de agendamento, quanto na Central e nas UBS´s, mediante marcação. Adultos não precisam agendar

Com a chegada de 9.330 novas doses da vacina Pfizer, Aparecida volta a ofertar o serviço para os adolescentes em todos os postos fixos de vacinação contra a covid-19 estruturados na cidade para aplicação da primeira dose. Ontem e hoje, 18 e 19 de outubro, a aplicação da D1 em moradores de 12 a 17 anos estava concentrada apenas em um ponto de drive-thru. Mas a partir desta quarta-feira, 20, com a reposição do estoque de imunizantes na cidade, os adolescentes poderão ser vacinados em oito locais. A aplicação da primeira dose para adultos segue nesses mesmos postos, sem necessidade de agendamento.

Assim, a partir de amanhã, moradores com mais de 12 anos de idade poderão ser imunizados tanto no drive da Cidade Administrativa, como na Central de Imunização e nas Unidades Básicas de Saúde (UBS´s) dos setores Andrade Reis, Anhambi, Bairro Cardoso, Jardim Olímpico, Jardim Florença e Veiga Jardim. O drive e a Central funcionam das 8 às 18 horas. Já as UBS´s oferecem a vacinação das 8 às 16 horas.

Se o interessado for adolescente (morador de 12 a 17 anos) e ele quiser se vacinar na Central ou em alguma UBS, é preciso agendar a imunização pelo aplicativo “Saúde Aparecida”. O acesso à ferramenta pode ser feito pelo site da Prefeitura (aparecida.go.gov.br). As vagas para esse público serão liberadas ainda hoje, a partir das 17 horas. No drive não é necessário marcação. Além disso, para os moradores acima de 18 anos, em nenhum dos postos é necessário agendamento.

A primeira dose é aplicada mediante a apresentação de documento de identidade ou certidão de nascimento, CPF ou Cartão SUS e comprovante de endereço. Os adolescentes precisam estar acompanhados de um responsável maior de idade.

Segunda dose

A segunda dose de todos os laboratórios (Pfizer, AstraZeneca e Coronavac) segue disponível em nove postos. Os interessados podem procurar os drive-thrus do Aparecida Shopping e do Centro de Especialidades ou a Central de Imunização, das 8 às 18 horas. Nas UBS´s dos setores Andrade Reis, Anhambi, Bairro Cardoso, Jardim Olímpico, Jardim Florença e Veiga Jardim, a dose 2 é aplicada das 8 às 16 horas.

Para receber a segunda dose em Aparecida não é necessário agendar, basta apresentar documento de identidade e CPF ou Cartão SUS e o Cartão de Vacinação.

Moradores vacinados com a primeira dose da Pfizer e AstraZeneca até o dia 25 de agosto já podem receber o reforço, independentemente da data prevista no cartão de vacinação para aplicação da segunda dose. O serviço está disponível em todos os nove postos fixos citados acima. Nesta semana, o município anunciou a antecipação da aplicação da segunda dose desses dois imunizantes.

Já a aplicação da segunda dose da Coronavac continua normalmente. A administração do reforço desse imunizante se mantém seguindo a data prevista no Cartão.

Dose de reforço

Além disso, Aparecida continua com a aplicação da dose de reforço da vacina (“terceira dose”) em idosos acima de 60 anos, profissionais de saúde e imunossuprimidos.

O serviço está disponível em nove postos, sem necessidade de agendamento: drive-thru do Aparecida Shopping e do Centro de Especialidades, Central de Imunização e UBS’s Andrade Reis, Anhambi, Bairro Cardoso, Jardim Olímpico, Jardim Florença e Veiga Jardim. Os três primeiros funcionam das 8 às 18 horas e as UBS’s das 8 às 16 horas.

Para os idosos receberem a terceira dose do imunizante é necessário respeitar o intervalo de seis meses após a última dose do esquema vacinal (segunda dose ou dose única), independentemente da vacina aplicada. Para os imunossuprimidos o intervalo é de 28 dias. Para os profissionais de saúde, todos aqueles que receberam a segunda dose até 15 de abril já estão aptos a receberem o reforço.

A aplicação da terceira dose ocorre mediante apresentação de documento pessoal, CPF e cartão de Vacinação. Imunossuprimidos precisam apresentar ainda laudo médico e os profissionais de saúde precisam comprovar atuação.

FOTO ENIO MEDEIROS

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *