CREA-SP inicia força-tarefa de fiscalização do exercício profissional

Abertura da ação ocorreu em Praia Grande e teve a presença da prefeita Raquel Chini

 A abertura oficial da força-tarefa de fiscalização do exercício profissional da Engenharia, Agronomia e Geociências, realizada pelo Conselho Regional de Engenharia do Estado de São Paulo (CREA-SP), ocorreu nesta segunda-feira (4), no Auditório Jornalista Roberto Marinho, em Praia Grande, e contou com a presença da prefeita Raquel Chini, que destacou a importância da atuação do órgão.

A fiscalização intensificada do CREA será realizada de 04 a 15 de outubro em 24 municípios da Baixada Santista (Santos, Guarujá, Bertioga, Cubatão, São Vicente, Praia Grande, Mongaguá, Itanhaém, Peruíbe) e Vale do Ribeira (Itariri, Pedro de Toledo, Miracatu, Juquiá, Registro, Sete Barras, Pariquera-Açu, Jacupiranga, Cajati, Eldorado, Iporanga, Barra do Turvo, Iguape, Ilha Comprida e Cananéia).

Segundo a prefeita de Praia Grande, Raquel Chini, o CREA-SP é responsável por fiscalizar o exercício profissional, garantindo que exista sempre um responsável técnico habilitado e registrado à frente das atividades abrangidas pela Engenharia. “Me formei em 1982 e, como engenheira, sei da importância do CREA, órgão fundamental para fiscalização, controle, orientação e aprimoramento do exercício profissional. A ação atuante do CREA contribui para a segurança da sociedade e é uma forma de valorizar quem é habilitado e desempenha sua função com responsabilidade, competência e constrói uma trajetória limpa”.

Neste período de força-tarefa estão previstas 400 diligências em serviços e obras de Engenharia, Agronomia e Geociências. A ação terá como foco hipermercados, atacadistas, empresas sem registro e irregulares no Crea-SP, obras de médio e grande porte, demandas das Comissões Auxiliares de Fiscalização (CAFs), centro de distribuição e obras em andamento.

Conforme o diretor Financeiro do CREA-SP, Luiz Augusto Moretti, o principal objetivo da ação é informar como forma de valorizar o trabalho dos profissionais habilitados. “Com caráter orientativo e preventivo, a ação tem como meta garantir a presença de profissionais capacitados à frente das atividades abrangidas pelo Conselho”.

Fiscalização – De 2015 a 2020, as ações de fiscalização do CREA-SP aumentaram cerca de 300%. No primeiro semestre de 2021, o órgão registrou cerca de 105 mil ações fiscalizatórias. A expectativa é alcançar 200 mil ações até dezembro de 2021.

Com Informações de Assessoria – Foto: Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *