Domingo, 21 de Abril de 2024 06:00
(61) 99213-8686
Dólar comercial R$ 5,2 0%
Euro R$ 5,55 0%
Peso Argentino R$ 0,01 -0.553%
Bitcoin R$ 358.717,01 +1.022%
Bovespa 125.124,3 pontos +0.75%
Geral Paraíba

Festival Cultural da China em João Pessoa homenageia os 50 anos das relações entre o Brasil e o país asiático

João Pessoa vai sediar entre os dias 23 e 25 de fevereiro o Festival Cultural da China, que vai homenagear os 50 anos das relações bilaterais entre...

22/02/2024 06h35
Por: Redação Fonte: Secom Paraíba
Foto: Reprodução/Secom Paraíba
Foto: Reprodução/Secom Paraíba

João Pessoa vai sediar entre os dias 23 e 25 de fevereiro o Festival Cultural da China, que vai homenagear os 50 anos das relações bilaterais entre o Brasil e o país asiático. O evento é realizado a partir de uma parceria do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Cultura da Paraíba (Secult-PB), da Agência de Cooperação Internacional da Universidade Federal da Paraíba, do Consulado da China em Recife e da Universidade de Dalian.

O festival vai acontecer de forma totalmente gratuita e vai ser realizado no Espaço Cultural José Lins do Rego. A programação foi definida a partir de uma série de reuniões envolvendo as equipes técnicas das diferentes instituições organizadoras e foram priorizadas atividades que promovessem uma maior aproximação cultural entre os países.

“A China hoje é o principal parceiro comercial do Brasil e, apesar da distância, os dois países têm muito em comum”, comentou Pedro Santos, secretário de Estado da Cultura da Paraíba. “Aliás, o nosso estado em especial tem muitos negócios e muitas parcerias com o governo e com empresários chineses. Então para a gente é uma honra organizar e acolher um festival que ressalta os 50 anos dessa amizade”, completou.

A abertura vai acontecer na noite da sexta-feira (23), a partir das 19h, no Teatro Paulo Pontes. Além da solenidade oficial de celebração da amizade entre os dois países, a noite vai ser marcada por apresentações musicais e de dança.

Está programado, por exemplo, a apresentação da Companhia Raízes, de Campina Grande, com danças populares nordestinas e chinesas; e apresentações de diferentes duetos formados por brasileiros e chineses. Além disso, vão ter apresentações do Quinteto UFRN e do Sexteto Potiguar, ambos do Rio Grande do Norte, que vão se revezar entre músicas da cultura nordestina e da cultura chinesa.

Por fim, haverá ainda uma apresentação conjunta com 25 musicistas da Orquestra Filarmônica da Universidade Federal do Rio Grande do Norte e 20 musicistas da Orquestra Sinfônica da Universidade Federal da Paraíba. Na oportunidade, vão ser executadas quatro canções chinesas e uma brasileira.

No sábado (24) e domingo (25), o Festival Cultural da China segue no Espaço Cultural ocupando diversos equipamentos do local, como a Praça do Povo, a Sala de Concertos, o Teatro Paulo Pontes e diferentes auditórios existentes.

Em todos esses espaços, palestras, lançamentos de livros, oficinas, apresentações musicais, feirinhas, exibições de artes marciais, entre outros, sempre privilegiando um diálogo com os costumes e com as culturas do Brasil e da China.

Entre as oficinas, estão as de nó chinês, grampo de cabelo, pintura em leque, lanternas, pintura facial, pintura chinesa, sachê perfumado e paper cutting. Já com relação às exibições de artes marciais, vai ter de tai chi, kung fu e kung fu com leques. Tudo de forma gratuita, mas privilegiando a ordem de chegada dos interessados.

Para a professora Ana Berenice Peres Martorelli, diretora de relações interinstitucionais da Agência de Cooperação Internacional da UFPB, o evento serve principalmente para promover a aproximação dos dois países e a integração das duas culturas.

“Apenas no âmbito da UFPB, são várias as parcerias acadêmicas, de pesquisas e de estudos entre os dois países. Além de projetos tecnológicos sendo desenvolvidos através de cooperação técnica entre universidades brasileiras e chinesas. Então são muitos os motivos para fortalecer esses laços”, resumiu.

Duas novidades adicionais estão previstas para o evento. Uma delas é a apresentação dupla do grupo de dança chinês Hua Xin, que vai a João Pessoa com o patrocínio do Consulado da China em Recife. A outra é a Sala das Crianças, um espaço que vai permanecer aberto ao longo de todo o evento, com contação de história, desenho, pintura facial e desenho para colorir para a criançada, como forma de permitir que as mães possam vivenciar o festival sem se preocupar com a segurança e o bem estar de seus filhos.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias